Próxima audiência discute implementação do Banco de Leite Materno em Poços

por Imprensa publicado 07/11/2019 13h17, última modificação 07/11/2019 13h17
Lei Municipal

Atendendo a um requerimento da vereadora Maria Cecília Opípari (PT), a Câmara realiza uma audiência pública para discutir o tema “A importância do aleitamento materno e a implementação do banco de leite no Município de Poços de Caldas”. O encontro acontece na próxima segunda-feira (11), a partir das 17h, no Plenário.

Segundo a autora da proposta, a lei municipal que criou o Banco de Leite Materno em Poços foi aprovada em 2010, no entanto não houve a efetivação da norma. “Essa legislação foi aprovada, possui o decreto de regulamentação, publicado em maio de 2011, mas infelizmente até hoje não tivemos sucesso com a efetivação desse projeto. O vereador Álvaro Cagnani, no início dessa Legislatura, já fez um requerimento buscando informações sobre esse assunto. Na resposta, a administração disse que não tinha o posto de coleta implantado no município, mas que vinha buscando alguns recursos para que a Santa Casa fizesse a implementação, que seria o primeiro passo para consolidação do serviço. Porém, temos informações que isso não ocorreu até a presente data”, comenta Maria Cecília.

Ainda de acordo com a vereadora, o objetivo do debate é sensibilizar as autoridades para que a lei seja, realmente, implementada em Poços e, também, chamar a atenção da comunidade para a importância do aleitamento materno. “Fui procurada pelo grupo Círculo Materno, que realiza um trabalho muito sério em relação à amamentação e que busca cada vez mais trabalhar a importância do leite materno, oportunidade em que trouxe questionamentos sobre a necessidade de avançar nessa área. Sabemos que o leite materno é a alimentação ideal para a criança e que muitas dessas crianças que mamam no peito, no mínimo até seis meses de idade, têm menos doenças. Queremos sensibilizar toda a população para o tema”, afirma.

No requerimento em que solicitou a audiência pública, Maria Cecília destaca que alguns dos objetivos do Banco de Leite Materno, estabelecidos na lei aprovada pela Câmara, são: oferecer aos recém-nascidos, cujas mães estão impossibilitadas de amamentar, a oportunidade de usufruir do benefício do leite materno; fornecer leite materno, sob prescrição médica, atendendo às necessidades dos recém-nascidos, principalmente dos prematuros desnutridos e lactentes com patologias que exijam o aleitamento natural; contribuir para reduzir a mortalidade infantil.

As inscrições para uso da palavra durante o encontro devem ser feitas no e-mail comunicacao@pocosdecaldas.mg.leg.br, até as 18h da véspera do evento. Outras informações pelos telefones 3729-3877/3729-3845.

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados