Parlamento Regional Mantiqueira elege mesa diretora

por Tatiana publicado 12/03/2020 16h10, última modificação 18/03/2020 10h12
Parlamento Regional
Parlamento Regional Mantiqueira elege mesa diretora

Parlamento Regional Mantiqueira foi criado para fortalecer os legislativos municipais

No dia 17 de fevereiro, a Câmara de Poços sediou mais uma reunião do Parlamento Regional Mantiqueira, formado por municípios do sul e sudoeste de Minas. Na ocasião, foi realizada a instalação oficial do Parlamento Regional e a eleição da mesa diretora, biênio 2020-2021.

Foram eleitos os vereadores: Carlos Roberto de Oliveira Costa (PSC), de Poços, como presidente; Vanderlei Ferreira dos Santos (DEM), de Botelhos, como vice-presidente e Érik Bruno Ribeiro (PTB), de Pouso Alto, como secretário.

Durante o encontro, foi aprovada uma Moção de Apelo ao Ministério da Infraestrutura, solicitando recursos para a revitalização da ferrovia entre Poços de Caldas (MG) e Aguaí (SP). Além disso, será encaminhado um ofício ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) solicitando a adoção de medidas cautelares para redução de acidentes na BR-146, em cidades da região, especialmente no trecho próximo ao trevo que dá acesso distrito de Palmeiral, de Botelhos.

A criação do Parlamento Regional foi proposta pelo presidente da Câmara de Poços, vereador Carlos Roberto, com o objetivo de fortalecer os Legislativos Municipais. Para o presidente, o Parlamento Regional Mantiqueira pode auxiliar na resolução de questões importantes para a região, sem deixar de lado demandas pontuais de cada município. “Primeiramente, é preciso reforçar que o Parlamento Regional Mantiqueira é um apoio político regional importantíssimo. Agora, com a eleição da mesa diretora, já tivemos duas demandas, que são as moções enviadas ao Ministério da Infraestrutura. Estamos preparando outra moção, agora de apoio aos hospitais da nossa região, temos a Santa Casa e o Santa Lúcia, que são hospitais de referência regional e estamos pensando em uma forma de criar um mecanismo onde os municípios do entorno e até os mais distantes, que utilizam os serviços desses hospitais, possam, de alguma forma, colaborar financeiramente e assim, contribuir para a melhoria dos serviços prestados”, comenta.

Sendo o primeiro Parlamento Regional de Minas Gerais, o presidente reforça que a semente foi lançada e o Mantiqueira poderá servir de exemplo para que outras regiões do estado criem seus parlamentos regionais. Com reuniões bimestrais, o Parlamento Regional Mantiqueira conta, até agora, com a adesão de oito câmaras municipais, mas a expectativa é que outras câmaras façam parte do projeto. “Quem quiser pode entrar em contato conosco, só é preciso aprovar uma lei na própria Câmara para adesão ao Parlamento Regional. Pelo que vi em outros estados, como São Paulo, o ideal é que cada parlamento tenha 21 Câmaras, para que assim não se perca o conceito de regionalidade. Então, esperamos atingir esse número”, explica o presidente.

registrado em: