Instrutores e alunos propõem melhorias para bandas marciais do município

por Imprensa publicado 19/10/2018 16h15, última modificação 16/11/2020 11h39
Audiência Pública
Instrutores e alunos propõem melhorias para bandas marciais do município

Audiência foi proposta pelo vereador Gustavo Bonafé, através de requerimento aprovado em plenário

A implantação de políticas públicas visando à manutenção das bandas e fanfarras de Poços e a criação de programas de formação e qualificação de alunos e professores foram algumas das reivindicações apresentadas pelo público, durante audiência realizada pela Câmara, na última quarta-feira (17). O encontro para discutir o futuro das bandas marciais e fanfarras foi proposto pelo vereador Gustavo Bonafé (PSDB), através de requerimento aprovado pelos demais vereadores.

A audiência contou com a presença da supervisora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação Rosemary Torres, do instrutor da Banda da Escola Municipal José Avelino de Melo Leandro Amantéa Ragnoli e do instrutor da Banda do Colégio Municipal Ailton Santana. Instrutores e alunos de outras bandas marciais da cidade, como a Banda da Escola Estadual Dr. Edmundo Gouvêa Cardillo, Banda Victor Cardinalli e Banda da Escolar Municipal Edir Fraya, também participaram do evento.

A necessidade de um apoio maior do poder público e da iniciativa privada para melhoria das atividades, os desafios atuais com relação à permanência dos alunos nas bandas, o trabalho social realizado com crianças e jovens e, ainda, a criação de um programa voltado exclusivamente às bandas marciais foram assuntos discutidos durante a audiência. Tanto os inscritos, como também os componentes da mesa, reforçaram a importância de um olhar atento para o futuro desse trabalho, com a criação do Dia das Bandas e Fanfarras e a viabilização de novas oportunidades para apresentação em Poços.

O vereador Gustavo Bonafé destacou que o objetivo é transformar todas as questões levantadas em ações concretas para a comunidade. “Destaco uma questão apontada na audiência, de que não adianta ir atrás do apoio, seja público ou privado, se não organizarmos essa relação das agremiações. Essa organização, que acredito ser um próximo passo a ser discutido, vai ser complemente necessária para pleitear as principais demandas. É preciso analisar as informações, saber quanto cada banda gasta com viagens e alimentação, quantas viagens foram feitas, para termos uma noção desse todo e fazer um diagnóstico. Acato a sugestão do presidente da Casa, vereador Antônio Carlos, em elaborarmos um requerimento para termos conhecimento de quais são os planos das diversas secretarias para o assunto”, disse.

Ainda segundo o parlamentar, esse primeiro momento foi importante para trazer o debate para a Câmara e receber as demandas da comunidade. “Saio muito satisfeito com a qualidade da audiência. As informações levantadas foram riquíssimas e o conteúdo debatido contribui para a construção da história do nosso município. Muitas falas poderiam ser facilmente capturadas e guardadas nesse livro de Poços de Caldas. Agradeço muito por todos os compartilhamentos e tenho certeza que bons frutos desse primeiro movimento serão implantados”, afirmou.

O vídeo da audiência está disponível para consulta no Portal da Câmara, no endereço www.pocosdecaldas.mg.leg.br.

Movimento Nacional #PraCegoVer - Fotos do público presente na audiência e os componentes da Mesa.