Documentário sobre história de Amadeu Francisco é exibido na Câmara

por Imprensa publicado 14/12/2018 16h49, última modificação 14/12/2018 16h49
Documentário sobre história de Amadeu Francisco é exibido na Câmara

Diretoras do documentário estiveram na Câmara e falaram sobre o período de gravação

Na noite da última quinta-feira (13), a Câmara de Poços recebeu as cineastas Karime Navarro e Sabrina Carvalho para apresentação do documentário “O Homem da Fé – A Obra de Amadeu Francisco”. O evento contou com a presença da vereadora Maria Cecília Opipari (PT), que solicitou a exibição do curta-metragem, e também do vereador Álvaro Cagnani (PSDB). Antes do início do vídeo, houve apresentação do grupo de Catira Poços-caldense, além de uma homenagem a “Seu Amadeu”, como era conhecido, feita pelo compositor Geraldo Damião.

O documentário de 25 minutos retrata o universo cultural de Amadeu Francisco, que foi catireiro, caixeiro de Folia de Reis, rezador e produtor de remédios naturais. A trilha sonora original foi produzida por Wanderson Lima, regente da Orquestra Filarmônica de Viola Caipira de Poços de Caldas, e pelo músico e compositor Geraldo Damião. A produção foi viabilizada pelo Programa de Patrocínios DME, com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura.

Karime Navarro ressalta que, no início, a ideia era fazer um vídeo sobre o grupo de Catira de Poços de Caldas, já que é o único da cidade. “No entanto, ao vermos o universo tão rico do Seu Amadeu, e ele estava com uma saúde já começando a ficar mais frágil, nós pensamos em fazer [sobre a história dele], pois ninguém tinha feito ainda e era preciso registrar um pouco a participação dele na cultura da cidade. A gente começou a gravar e logo abriu edital para participação de projetos na lei de incentivo do DME, com a apoio da Secretaria de Cultura, e nos inscrevemos. Graças a Deus a gente passou e depois foi colocar a mão na massa mesmo. Gravamos por um ano e dois meses”, conta.

Sobre o período de gravação, Karime conta que o falecimento de Amadeu Francisco foi muito doloroso. “Nesse um ano e dois meses, a gente acompanhou muito de perto a vida do Seu Amadeu. E vimos até chegar o ponto dele partir, o falecimento dele três meses antes do documentário ficar pronto. Então, foi muito doloroso passar por isso, pois a gente se via todos os dias. O empenho dele era enorme, já lutando contra uma doença, lutando para terminar o filme com a gente de forma arrepiante. A gente teve atrasos, porque ele tinha que ser internado semanalmente, então atrasamos o cronograma todo, mas foi um privilégio conviver com ele e ver tanta satisfação e empenho nas gravações”, destaca.

A vereadora Maria Cecília falou da importância de se resgatar a história de pessoas que tanto contribuíram para a cultura do município. “Após aprovação dos vereadores, foi feita a apresentação do documentário. Acho muito importante essa última exibição do filme ter acontecido na Câmara. Seu Amadeu foi reconhecido pelo Ministério da Cultura pela sua vasta história e tinha uma experiência muito grande com as plantas. Era uma pessoa ligada à cultura de Poços de Caldas, em especial através da Catira e da Folia de Reis. Fiquei muito feliz pela Câmara abrir espaço para esse evento”, declara.

 

 

 

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados